Jovens e Educação

O que leva a pessoas de uma cidade de aproximadamente 70000 habitantes dormir na frente da escola dois dias antes da distribuição de senhas para vagas no período matutino?

Essa situação está se passando na escola em que trabalho, estão abertas 180 vagas para novos alunos no período matutino. Ontem de manhã quando cheguei na escola me deparei com uma fila de pessoas na fila aguardando para conseguir vaga para matricular seu(sua) filho(a) no período matutino, tinha gente até com barraca acampando no gramado na frente do ginásio de esportes. O que me surpreende é que muitas dessas pessoas são muitas vezes de bairros que tem escolas perto de casa, mas preferem o status de dizer que estudam no centro, mas há também pessoas que por ser uma escola central fica mais viável de trazer seu filho para essa instituição quando se deslocam ao trabalho. Outro ponto importante em ressaltar é que no período vespertino sobram vagas e não é necessário enfrentar fila e pegar senha.

O que não dá pra entender também é que fazem todo esse agito pra conseguir uma vaga e depois que conseguem não dá um mês de aula já estão pedindo pra mudar de turno, vem com desculpas de que vai começar a trabalhar, que precisa ajudar em casa que não está gostando de um professor, ou seja inúmeras desculpas. Ouvi na escola que tem aluno que nesse ano já passou pelos 3 turnos que a escola oferece, mudou de turma já umas 3, 4 vezes no mínimo, a média de transferências internas de turno ou turma no mês é de 30 alunos. Pessoas que muitas vezes realmente precisam não conseguem vaga por causa de pessoas que não querem nada com nada, vem pra escola pensando que é um parque de diversões. É até estranho, fazem questão de estudar nessa escola passar por toda essa situação fazendo muitas vezes vontade do filho e num primeiro momento que o filho faz algo errado ou o pai é chamado para resolver muitas vezes conflitos e atitudes que não são aceitáveis numa escola os pais culpam a escola por tal situação, colocando o filho sempre como a vítima e que a escola não é boa, mas se a escola não é boa por que não muda então o filho de escola?

Ontem diante desta cena de fila para matrícula na frente da escola um professor fez um trabalho de campo com os alunos trabalhando a burocracia, pediu para os alunos fazerem uma pesquisa com as pessoas que estavam enfrentando a fila para saber basicamente o motivo de querer estudar nesta escola, e o motivo do turno matutino. É de se espantar com o resultado da pesquisa, a maioria respondeu que queria de manhã porque tem mais meninas bonitas, porque vai ter mais tempo pra dormir a tarde, pra fazer bagunça, poucos foram os que realmente tinham uma justificativa aceitável para essa decisão. Como uma pessoa respondeu “Pra fazer fervo e mulherada”.

Com isso podemos ver o tipo de cidadão que está em nossas ruas, nem um pouco preocupado em aprender algo que contribua para um país melhor, onde é mais fácil criticar atitudes dos outros mais não ter a capacidade de ver seus próprios defeitos.

Anúncios

Sobre marciocordeiro
Acadêmico de Bacharelado em Sistemas de Informação da Udesc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: